Negar a possibilidade da terceira via presidencial é puro delírio ou fala estratégica de quem a teme

Negar a possibilidade da terceira via presidencial é puro delírio ou fala estratégica de quem a teme

Fala-se que não haverá terceira via na sucessão presidencial pq ela, historicamente, nunca ocorreu no Brasil

Ocorreu sim! E Bolsonaro em 2018, foi o quê?

Bolsonaro ascendeu em 2018 como terceira via. A primeira via esperada naquela eleição era o PSDB de sempre. Se não deu certo, aí já é outro papo, mas que eles, os tucanos, esperavam polarizar com o PT eles esperavam. Bolsonaro foi eleito como terceira via.

Quem, na média do pensamento da época, imaginaria em junho de 2017 (estamos em junho de 2021) que Bolsonaro seria eleito um ano e quatro meses depois?

E a liderança da Marina em 2014? Aquilo lá foi ou não foi um ensaio de terceira via? Foi! Se não se confirmou aí já são outros quinhentos.

E a liderança de Ciro Gomes em 2010, não foi o ensaio de uma terceira via? Foi! De igual modo, se não deu certo, aí já são outros quinhentos.

O fato é que a terceira via presidencial já ocorreu, no caso, com Bolsonaro em 2018. E já inclinou para tal em outras duas oportunidades, com Ciro, em 2010, e com Marina, em 2014.

Com as rejeições de Bolsonaro e Lula (no pior nível de negação) beirando a casa dos 50%, negar a possibilidade real de terceira via é puro delírio.

Quando não é delírio, é só, e somente só, narrativa estratégica de quem tem muito a perder com ela, no caso, os próprios lulistas e bolsonaristas, já que ambos precisam da polarização para que não morram abraçadinhos.

As rejeições de Lula e Bolsonaro estão bem cristalizadas (incuráveis, por acúmulo de fatores intransponíveis) e quanto mais se baterem mais terminais serão seus efeitos para ambos.

A tendência de trânsito de intenções de votos de um lado para o outro (Lula/Bolsonaro, Bolsonaro/Lula) será mais remota do que a tendência do povo de negar apoio aos dois. A margem livre, por sua vez, se tiver habilidade, captará dos dois e, quando se instalar o voto útil, o mais frágil será desidratado.

Será que a terceira via ascenderá com o voto útil bolsonarista para destruir Lula? (rindo até Jesus voltar).

Enfim, um precisará do outro para que os dois não percam e quanto mais se precisarem mais e mais serão tidos como desnecessários ao Brasil. Essa verdade é fatal e de dificil reversibilidade, eis que há uma retroalimentação mortal entre eles. E dela ambos são dependentes.

E mais: nunca na história das eleições presidenciais a necessidade de negação aos dois polos tidos como favoritos foi tão emergencialmente necessária. Quem, em gozo do juízo perfeito, dirá que isso não é verdade?

Despolarizar é vital ao Brasil! Fato! Ou seguiremos cavando o fundo do poço!

Calma, Bete! O jogo é jogado e o lambari é pescado! Nem pela esquerda e nem pela direita, o melhor caminho é o do meio.

Pra frente, Brasil!

Edinei Muniz.