Emissários do Palácio foram escalados para avisar a Bittar que Gladson não quer Marcia como vice

Emissários do Palácio foram escalados para avisar a Bittar que Gladson não quer Marcia como vice

Os chefes do gabinete do governador, coronel Messias, e da Casa Civil, Jonathan Donadoni, foram escalados para mostrar ao senador Marcio Bittar (UB) a queda de Gladson Cameli em uma pesquisa de consumo interno depois que a professora Marcia Bittar, a ex de Marcio, foi indicada a vice. Os números preocupam o Palácio Rio Branco.

Marcio ficou enfurecido com a notícia, pois, segundo ele já dissera à imprensa, foi de Gladson a ideia de indicar Marcia para ser sua vice.

Na terça-feira passada, Cameli não foi ao encontro do União Brasil. Na quarta-feira, dia do encontro do PL na Livraria Paim disse, ao ser perguntado pela imprensa sobre uma desistência ao nome de Marcia, que o “futuro a Deus pertence”, uma clara demonstração de seu comportamento volúvel e instável.

Na quinta-feira, o governador recebeu a ex de Bittar na sede do PP, seu partido, durante uma festa da agremiação, mas teria ficado incomodado com o comportamento introvertido de Marcia e até com sua roupa. Marcia foi com um vestido preto e ficou parte do evento, no dispositivo de lideranças partidárias, se abanando com um leque.

Outros nomes já estão na mesa do governador para substituir Marcia.