MDB quer Emerson Jarude candidato a governador do Acre e vereador diz: “Aceito”

MDB quer Emerson Jarude candidato a governador do Acre e vereador diz: “Aceito”

O nome do vereador Emerson Jarude como eventual candidato a governador do Acre começou a ganhar força em uma ala do MDB insatisfeita com o governo Gladson Cameli.

O movimento ganha força sobretudo após as operações da Polícia Federal contra Cameli e a sequência de desgaste político do atual governo.

A relação do MDB com o governo sempre foi de primos arengueiros e certa conveniência. Com números nas mãos, líderes emedebistas enxergam um governo fragilizado e em queda, pelo menos a priori. Querem aproveitar a brecha para engrenar o jovem político.

Ao Blog da Hora, do Notícias da Hora, Jarude afirmou que aceita o desafio, embora o assunto ainda seja embrionário.

"Nas últimas reuniões ficou definido que teríamos pré-candidato ao governo. Entre os nomes o meu estava no no meio. Mas nada foi concretizado ainda", afirmou.

O presidente do MDB, deputado federal Flaviano Melo, defende a ideia de candidatura própria. “É natural”, afirmou. O parlamentar também enviou uma nota para explicar seu posicionamento ratificando a ideia de candidatura ao Palácio Rio Branco . “Em reunião no dia 20 passado, a Executiva Estadual do MDB definiu passos estratégicos importantes para o Partido no ano que se inicia. Com os novos desafios da legislação eleitoral, o MDB aceita de braços abertos todas as lideranças que desejem vir formar as chapas de Deputado Estadual e de Deputado Federal. Serão bem recebidos todos os quadros com e sem mandato, desde que professem a defesa das regras democráticas. O MDB reafirma Jéssica Sales como candidata ao Senado da República e iniciará conversações com todas as forças do espectro político acreano que aceitem ouvir o partido. Isto significa dizer que o MDB entrará indistintamente em contato com forças do governo e da oposição.
Mesmo a candidatura própria ao governo, antes apenas sussurrada, passou a ser tema de crescente e desenvolta discussão.”