Assur cadê “o tutu”?

Assur cadê “o tutu”?

Bom dia! Boa tarde! Boa noite!

Antigamente eu saía muito, mas há mais de dois anos este blogueiro não saía de casa por um dia inteiro. Na quarta-feira (27) deixei o medo de lado e sai para conferir de perto os acontecimentos políticos e cotidianos da nossa querida Rio Branco. 

A primeira roda de conversa foi de muito chororô. Calma, não foi morte por covid-19. Um empresário e seu fiel escudeiro choravam muito por supostos prejuízos na entrega nas obras de revitalização do Parque Industrial no Segundo Distrito.

Com os olhos inchados e os bolsos vazios, eles culpavam Assurbanipal Barbary que é o comandante da Secretaria de Estado de Indústria, Ciência e Tecnologia. A obra teria sido finalizada em novembro de 2021, mas ao contrário do blogueiro, a grana não saiu.

Os “chorões” afirmam esperam o dinheiro sair há quase sete meses. Eles dizem ainda que estão sendo obrigados a arcar com os custos operacionais da obra que ainda não foi inaugurada. “snif, snif, estamos pagando vigias”, disse o empresário.

Com os olhos avermelhados, o empreiteiro prossegue: “o Assur não pensa nas famílias que dependem deste dinheiro”. R$ 900 mil é um bom dinheiro. O empresário disse que ainda deve parte dos 80 trabalhadores que executaram os serviços.

A pergunta que fica é a seguinte: Assur cadê o “tutu”?