João Correia diz que vazamento de “dedo-duro” pode ter melado ida de Minoru Kinpara para o MDB

Bom dia! Boa tarde! Boa noite!

O vazamento das tratativas de Minoru Kinpara com a cúpula emedebista pode ter melado a ida do professor para disputar a prefeitura de Rio Branco pelo MDB. O ex-deputado João Correia tratou o caso como “coisa de dedo-duro”. Correia disse que ainda única incógnita que fica é se a pessoa que vazou as negociações para a imprensa teria a intenção de ajudar ou prejudicar a aliança que poderia devolver a prefeitura da capital ao Glorioso. O MDB contava como certa a vitória na disputa eleitoral de 2020 com Kinpara à frente do azulão.

“Ia, com certeza. Havíamos feito um trabalho de fina ourivesaria (Aldemir Lopes, Adalberto e eu ); agimos em pequenas ondas para as conversas não vazarem. Levamos 100% da Executiva Estadual pra formalizar o convite, depois de duas reuniões com eles. Inclusive, levamos o Roberto Duarte”, disse João Correia, ao deixar nas entrelinhas que o vazamento teria como autor alguém interessado em ser o candidato do MDB nas disputa eleitoral do próximo ano.

“Ele e seu grupo apenas pediram tempo para convencer o máximo de seu campo político para os acompanharem na empreitada, na vinda para o MDB. Depois do vazamento (coisa de dedo-duro), do nosso campo, não tenho mais certeza de se ele virá. Uma grande pena”, destaca o inconformado dirigente histórico do MDB, que sempre lutou para o fortalecimento das fileiras da legenda para sempre tivesse candidato forte na cabeça de chapa em eleições majoritárias.

Buracos

A situação das ruas de Rio Branco diante do inverno rigoroso é motivo de reclamação constantes dos condutores. Já que os buracos impossibilitam que alguns apressadinhos corram na buraqueira, esse totó aproveitou um dos buracos para usar como cama. Atenção, muito cuidado, não maltratem esses bichinhos que confundiram as "panelas" com uma confortável caminha.

cachorro 01