“Marcus Alexandre vai para deputado ou vice do Petecão”, diz petista; "O Marcus jamais me daria este prazer", responde Petecão

“Marcus Alexandre vai para deputado ou vice do Petecão”, diz petista; "O Marcus jamais me daria este prazer", responde Petecão

Bom dia! Boa tarde! Boa noite!

O Blog do Ray voltou com seus três leitores mais assíduos do que nunca. Na edição anterior fizemos uma observação sobre a possível pré-campanha de Marcus Alexandre (PT) ao governo do Acre usando o horário eleitoral de Daniel Zen (PT). A repercussão foi imediata. Uma fonte que eu não classifico como mosca, rato de porão ou carrapato, mas como um fada respondeu o seguinte: “Não sou Advogada do Marcus, mas ele deverá ser candidato a deputado estadual em 22. Pro governo te garanto que não irá”.

E tem mais, a fada disse que há outra possibilidade. “Ele (Chame Chame) pode ser vice do Petecão também, né?”. Não sei. O fato é que os dados estão rolando e as alianças mais improváveis podem surgir nos próximos meses. O provável, segundo a fada, é que há “análises que dão conta que ele (Marcus Alexandre) pode ajudar a eleger alguns deputados”. Fato que anima o PT do Acre que vem procurando se reencontrar diante da mudança no direcionamento do voto que colocou o partido 20 anos no poder.

Petecão não fugiu da questão

Lembro que uma das vezes que liguei para Petecão, ele disse que tremia quando olhava e tinha meu nome na tela do celular. Cheguei a pensar que ele tinha corrido ao banheiro, mas o cabeçudo retornou: “O que é que tu quer gordinho pilantra? Qual a confusão que tu quer me meter?”. Sapequei de volta sem arrodeio: Você aceitaria o Marcus Alexandre como seu vice? Rapaz, eu conversava agora há pouco com a Telma Chaves exatamente sobre esses boatos. Nunca disse que era candidato pra ninguém. Não posso ser candidato de mim mesmo”.

Sonho do Executivo

Petecão não escondeu que sonha em governar o Acre. “Ray, é um sonho, não nego, mas primeiro o governador tem que dizer o que ele quer em 2022. Hoje temos grupo para entrar nesta disputa. Elegemos 30 vereadores dois prefeitos e sete vices. Meu irmão, uma decisão dessas não pode ser tomada só por mim. Tem que ter um movimento político, um movimento popular. Dizem que este é o assunto nos quatro cantos do Acre, mas vamos ter calma. O projeto teria que ser abraçado por lideranças e pela população em nível de estado”.

“O Marcus jamais me daria este prazer”

Questionado por uma possível aliança com o PT, Petecão destaca que há uma relação de respeito entre ele e as lideranças do partido. Sobre a participação de Marcus Alexandre como vice em sua chapa, o senador elogiou Chame Chame. “Acho que o Marcus jamais me daria este prazer de ser meu vice, mas nunca tratei a respeito disso com ele ou com qualquer liderança do PT. Eu admiro o Marcus. Não vou mentir pra você. Ele foi um grande gestor do nosso município de Rio Branco”.

“A fábrica de peixe tá fechada”

Em outro comentário também de um petista sobre a atualização de ontem, ele dispara: “Ray Melo, a fábrica de peixe tá fechada. Manda primeiro teu governador colocar a Peixes da Amazônia para funcionar porque não tem como fazer moqueca só com tomate e pimentão”. Resposta do blogueiro: Gladson é governador de todos os acreanos. Mesmo daqueles que não votaram nele. Mas admito que não tem como rolar a moqueca sem os peixes. Vamos comprar no mercado como fazem os pescadores de fim de semana. Cala-te boca.

Quem não chora não mama

A choradeira do deputado estadual Neném Almeida durante as sessões da Aleac surtiram efeito. Não estou falando que o governador passou carão no povo que andava falando mal do parlamentar. Major Rocha, o figuração do PSL, convidou neném para um berço especial no PSL. Os olhos de Neném brilharam, mas a ida para o partido do vice-governador poderá gerar uma nova choradeira com a perda de cargos. Chora não Neném.