..::data e hora::.. 00:00:00
X

Right Click

No right click

gif banner de site 2565x200px

Polícia

Adolescente conta em carta à mãe que foi estuprada pelo pai durante 11 anos

Adolescente conta em carta à mãe que foi estuprada pelo pai durante 11 anos

Policial à paisana mata assaltante com quatro tiros durante ocorrência no 2° distrito

Policial à paisana mata assaltante com quatro tiros durante ocorrência no 2° distrito

Polícia Civil prende procurador que agrediu chefe em ambiente de trabalho a socos e chutes

Polícia Civil prende procurador que agrediu chefe em ambiente de trabalho a socos e chutes

Demétrius Oliveira foi flagrado agredindo Gabriela Samadello e as imagens viralizaram nas redes sociais

A Polícia Civil de São Paulo prendeu, nesta quinta-feira (23), o procurador Demétrius Oliveira de Macedo , de 34 anos. A informação foi divulgada pelo governador do estado de São Paulo, Rodrigo Garcia, pelas redes sociais. 

 

O procurador foi flagrado agredindo a colega Gabriela Samadello Monteiro de Barros, 39, procuradora-geral da cidade de Registro, no interior de São Paulo, em imagens que viralizaram na internet. 

Macedo já tinha sido preso preventivamente nesta quarta-feira (22), pela Justiça de São Paulo.

O delegado do 1º Distrito Policial de Registro, Daniel Rocha, representou pela prisão do procurador na 1ª Vara Criminal de Registro e, de acordo com o seu despacho, Macedo “vem tendo sérios problemas de relacionamento com mulheres no ambiente de trabalho, sendo que, em liberdade, expõe a perigo a vida delas, e consequentemente, a ordem pública".

Entenda o caso
A procuradora-geral do município de Registro, Gabriela Samadello Monteiro de Barros, de 39 anos, foi vítima de agressão pelo colega de trabalho identificado por Demétrius Oliveria Macedo, de 34 anos. O caso aconteceu na segunda-feira (20) em Registro, no interior de São Paulo, dentro da prefeitura da cidade.

Segundo o depoimento da procuradora à polícia, Demetrius Macedo apresentava comportamento suspeito, sendo grosseiro com outra funcionária.

Receosa de trabalhar no mesmo ambiente, Gabriela enviou um memorando à Secretaria Administrativa, com uma proposta de procedimento administrativo. Na segunda-feira (20) Diário Oficial da cidade publicou a abertura de uma investigação para apurar os fatos, o que segundo ela foi o motivo das agressões. 

O rosto de Gabriela ficou cheio de sangue e com marcas visíveis da agressão. Na gravação, é possível ver Demétrius chutando e socando a chefe, já caída no chão. A briga só cessa quando outra funcionária tira a jovem de perto do agressor, que a encurralava no canto da parede. Enquanto ele se esperneia, outra garota corajosa se joga em cima do agressor e é empurrada. O ato criminoso foi filmado por uma outra funcionária e mostra o também procurador municipal ofendendo verbalmente a vítima. 

O vídeo a seguir contém cenas fortes de violência. 

 

 

X

Right Click

No right click