Camionetes roubadas do Deracre podem ter sido “desmanchadas” na Bolívia

Camionetes roubadas do Deracre podem ter sido “desmanchadas” na Bolívia

Os roubos de seis camionetes pertencentes ao Governo estadual, três delas roubadas do estacionamento da Secretaria de Produção e Agronegócios (Sepa) há pouco mais de um ano e outras três roubadas a exatos 16 dias do pátio do Departamento de Estradas e Rodagens (Deracre), ainda estão sem solução e seus autores ainda não foram identificados e, consequentemente, não foram presos.

A Polícia Civil, por meio de sua assessoria, informa que a investigação está em curso, enquanto a Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), também por meio de sua assessoria de imprensa, se esquiva e afirma que qualquer informação sobre o caso é com a Polícia Civil.

Em busca de informações a respeito do segundo roubo à órgãos públicos em pouco mais de um ano, o Notícias da Hora conversou com fontes que integram as forças de segurança do Estado e também com caminhoneiros que semanalmente estão viajando entre os estados do Acre e Rondônia. A informação é que de pelo menos uma das camionetes foi vista nas primeiras horas da manhã do dia 11 de janeiro na cidade rondoniense de Guajará Mirim, fronteira com a Bolívia.

A revelação foi feita por um caminhoneiro que viaja pela região e que teria ouvido de colegas de trecho que haviam cruzado com o veículo oficial na estrada de acesso ao município rondoniense.

Uma fonte do Notícias da Hora que acompanha as investigações confirmou a informação e acrescentou que pelo passar dos dias os veículos já devem ter sido “desmanchados” e suas peças postas a venda.

“É uma situação complicada. Mas chegou ao nosso conhecimento que pelo menos uma das três camionetes foi vista em Guajará (Mirim). Se atravessaram com ela a essa hora sias peças já estão a venda”, comentou a fonte.