Bocalom sanciona reforma administrativa que cria 150 cargos comissionados, secretarias, secretários adjunto e assessorias especiais

Bocalom sanciona reforma administrativa que cria 150 cargos comissionados, secretarias, secretários adjunto e assessorias especiais

O prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom (PP), sancionou na integralidade a reforma administrativa aprovada na semana passada pelos vereadores de Rio Branco, por maioria de votos. A sanção governamental está no Diário Oficial do Acre, edição desta quinta-feira, dia 27.

A reforma foi aprovada por 10 votos a favor e 4 votos contrários numa sessão bastante agitada e com troca de acusações entre oposição e base de apoio ao prefeito. A nova lei cria uma nova secretaria, além de 150 cargos comissionados e mais 30 cargos de função gratificada. Há, ainda, sete cargos de secretário adjunto e três de assessor especial.

A reforma de Bocalom custará R$ 15,5 milhões a mais para manter a máquina girando. A proposta teve a aprovação da maioria dos vereadores, sendo que apenas três votaram pela reprovação da matéria. Com a atualização a estrutura, Bocalom terá uma estrutura gestão semelhante à do PT, quando a prefeitura era comandada por Marcus Alexandre.