Decisão do TSE abre possibilidade para que Gladson escolha mais de um candidato a senador

Decisão do TSE abre possibilidade para que Gladson escolha mais de um candidato a senador

O Tribunal Superior Eleitoral decidiu, nesta terça-feira (21), que partidos políticos podem apresentar candidatos ao Senado de forma independente. Além disso, segundo o entendimento do Tribunal, partidos que compõem a mesma coligação na disputa por um governo estadual podem apresentar mais de um candidato a senador.

O entendimento pode ser uma saída para o governador Gladson Cameli, que se vê em meio a uma disputa de bastidores pela escolha da vaga de Senado. Mailza Gomes (PP), correligionária de Cameli, Alan Rick (UB), candidato da preferência do governador, e Marcia Bittar (PL) são os nomes que disputam o palanque de Cameli.

Por unanimidade, os ministros decidiram que podem os partidos coligados ao cargo de governador lançar, individualmente, candidatos para senador e pode um partido, sem integrar qualquer coligação, lançar, individualmente, candidato ao Senado.

Com a decisão, os partidos estão liberados para lançar candidatos ao Senado sem a obrigação de que a mesma coligação pelo Executivo estadual apresente um único candidato.