Mara Rocha denuncia as mortes de crianças ao MPF, PF e DENASUS

Mara Rocha denuncia as mortes de crianças ao MPF, PF e DENASUS

Na tarde dessa terça-feira (21/06), a Deputada Federal Mara Rocha proferiu forte discurso na tribuna da Câmara dos Deputados, afirmando que levará ao conhecimento do DENASUS, do Ministério Público Federal e da Polícia Federal as mortes de 12 crianças, com síndrome respiratória aguda, em hospitais do Estado.

A parlamentar lembrou as 12 crianças, com poucos meses de vida, que morreram por falta de medicamentos, falta de oxigênio e de UTI. Os óbitos ocorreram apesar dos enormes esforços dos profissionais de saúde, que fizeram o possível para salvá-las, mas não conseguiram por falta de condições por parte da SESACRE e do Governo do Estado.

Segundo denúncias, o Governo Estadual, recebeu alertas da FIOCRUZ sobre a iminência de uma gripe que evoluía rapidamente em crianças, levando à Síndrome Respiratória Aguda, e a Secretaria de Saúde do Estado nada fez, nem mesmo uma campanha de alerta e conscientização.

Mara Rocha lembrou que uma semana antes das mortes, a diretora do Pronto Socorro enviou um áudio que circulou em todas as redes sociais, onde a mesma, de forma desesperada narrava o caos e pedia ajuda à secretária de saúde, afirmando que as crianças iriam morrer caso não fosse tomada nenhuma providencia.

“A secretária de saúde foi comunicada dos risco que as crianças corriam e nada fez. O resultado dessa omissão, dessa negligencia, foi a morte de 12 crianças e o desespero das mães que clamam por justiça. O que estamos vivendo no Acre é um homicídio terrível”, afirmou a Parlamentar.

Mara Rocha lembrou que ontem, num evento no Acre, com a Ministra da Mulher e dos Direitos humanos Cristiane Brito, as mães foram pedir ajuda para que o caso não ficasse impune. E, apesar da sensibilidade da Ministra que ouviu o relato das mães, o governador do estado teve a falta de sensibilidade e humanidade de oferecer dinheiro para as mães enlutadas, além de ter promovido ataques digitais contra elas.

“Quero me solidarizar com as mães que perderam seus filhos e dizer que isso não ficará sem respostas. Estou oficiando o DENASUS, o Ministério Público Federal e a Polícia Federal. Há urgência de uma resposta a esses homicídios e ao financiamento dessa milícia digital que ataca uma mãe enlutada. Também pediremos uma audiência externa das Comissões da Saúde e da Comissão dos Direitos Humanos. E, por último, através da minha assessoria jurídica, estarei impetrando uma Ação Civil Pública para que responsabilidades sejam cobradas e para que os membros desse desgoverno, aprendam a respeitar a população do Acre” Finalizou Mara Rocha.