MDB oficializa Mara Rocha ao governo do Acre e Zamora vice; escolha de Márcia Bittar ao Senado gera descontentamentos no partido

MDB oficializa Mara Rocha ao governo do Acre e Zamora vice; escolha de Márcia Bittar ao Senado gera descontentamentos no partido

No último dia para a realização das convenções partidárias, o Movimento Democrático Brasileiro (MDB) no Acre acabou de oficializar a sua chapa majoritária para a disputa ao governo estadual e ao senado. A deputada federal Mara Rocha (MDB) é a candidata ao governo tendo o pecuarista Fernando Zamora (PRTB) como seu vice e a professora Márcia Bittar (PL) candidata ao senado. As chapas para os cargos de deputados estaduais e federais também foi apresentada e aprovada.

O evento de oficialização aconteceu no espaço Gran Reserva (antigo 14 Bis) e contou com uma grande participação de militantes e simpatizantes das agremiações do grupo.

Em seu discurso, Mara Rocha afirmou que é chegada a hora do Acre começar a desenvolver com foco na geração de emprego e no fortalecimento dos setores produtivos.

WhatsApp_Image_2022-08-05_at_19.42.32.jpeg

"Esse é um momento muito importante, carregamos conosco a esperança do povo acreano que não aguenta mais ser enganado. Vamos fazer um governo da verdade, transparente e realmente preocupado com o nosso povo. Vamos trabalhar para fortalecer o setor produtivo, da agricultura familiar ao agronegócio e com isso tornar o Acre um estado mais forte gerando emprego e renda", disse Mara Rocha.

Fernando Zamora agradeceu a confiança depositada em seu nome para compor a chapa majoritária e foi categórico em afirmar que ajudará Mara Rocha a tornar o Acre um estado produtivo e forte economicamente.

"Como agricultor sei da importância de se ter um estado produtivo, com economia forte e gerando emprego. Aceitei essa missão e com toda certeza ajudarei a Mara a torna o Acre um estado forte e de economia pujante", afirmou Zamora.

WhatsApp_Image_2022-08-05_at_21.05.45.jpeg

Após Fláviano Melo abrir oficialmente a convenção do MDB foi apresentando os nomes para compor as chapas dos candidatos proporcionais e majoritários.

Durante o discurso do ex-prefeito de Cruzeiro do Sul e vice-presidente da executiva estadual do MDB, Vagner Sales, ele afirmou que a chapa majoritária seria composta por Mara Rocha e Fernando Zamora como candidatos a governadora e vice-governador, respectivamente e Márcia Bittar ao senado.

O anúncio do nome da ex-esposa do senador Márcio Bittar para disputar o senado não foi bem aceito por uma ala mais radical e fiel ao deputado federal Flaviano Melo, que deixou o evento minutos após o anúncio.

Visivelmente contrariado, Fláviano Melo deixou o local do evento e foi acompanhado pelos apoiadores e o grupo emedebista.

Já no estacionamento do local do evento pessoas próximas ao deputado ainda tentaram convence-lo a voltar, mas sem sucesso.

WhatsApp_Image_2022-08-05_at_19.42.29.jpeg

O descontentamento de Fláviano Melo ocorreu porque ele, para não ocorrer um racha dentro do partido, decidiu colocar seu nome à aprovação para o cargo de senador, o que não ocorreu por conta da antecipação de Vagner Sales ao anunciar Márcia Bittar.

Emedebistas ligados a Fláviano Melo chegaram a falar que "desde o início da campanha Vagner Sales e alguns membros da executiva estadual queriam se vender e encontraram o Bittar que quis comprar". O emedebistas ligado a Fláviano disse ainda que a manhã de sábado será decisiva para determinar o rumo que o MDB seguirá.

Márcia Bittar, que chegou a ser convidada pelo atual governador Gladson Cameli (PP) para ser sua vice na disputa eleitoral e dias depois foi rejeitada pelo próprio chefe do Executivo estadual, e que após o rompimento do seu ex-marido, o senador Márcio Bittar (UB), com Cameli, ela foi acolhida pelo MDB e convidada para ser a candidata ao senado.

WhatsApp_Image_2022-08-05_at_19.41.19.jpeg