PF abre investigação por suspeita de interferência em operação contra Milton Ribeiro

PF abre investigação por suspeita de interferência em operação contra Milton Ribeiro

Corporação cita "boatos de possível interferência na execução da operação" e diz que o objetivo da apuração é "garantir a autonomia funcional do delegado"

A Polícia Federal informou, em nota, a abertura de “procedimento apuratório para verificar a eventual ocorrência de interferência” na Operação Acesso Pago, que levou à prisão ontem do ex-ministro Milton Ribeiro — hoje ele foi solto por decisão do TRF-1.

O comunicado não detalha as razões, apenas cita “boatos de possível interferência na execução da operação” e diz que o objetivo da apuração é “garantir a autonomia e a independência funcional do delegado de Polícia Federal, conforme garante a Lei nº 12.830/2013”.

“Informamos que foi determinada a instauração de procedimento apuratório para verificar a eventual ocorrência de interferência, buscando o total esclarecimento dos fatos.”