Vanda Milani assina pedido de CPI para investigar alta nos preços dos combustíveis

Vanda Milani assina pedido de CPI para investigar alta nos preços dos combustíveis

A deputada Vanda Milani (PROS-AC) é a primeira parlamentar da bancada federal do Acre a assinar o pedido de CPI para investigar a política de preços dos combustíveis adotada pela Petrobrás. Ela afirmou ser inadmissível o aumento da margem de lucro e a transferência de proventos aos investidores com impactos danosos ao país.

“A população mais carente não consegue mais pagar essa conta absurda gerada através da política de preços adotada pela estatal. Os aumentos constantes nos preços dos combustíveis e no gás de cozinha têm contribuído de forma negativa ao crescimento do Brasil, uma conta a mais na mesa de quem mais precisa”, criticou a deputada.

A parlamentar analisou documentos extraídos do sítio eletrônico FUNDAMENTUS (fundamentus.com.br), que, por sua vez, têm como fonte dados fornecidos pela própria empresa em seus relatórios oficiais de resultados, regularmente publicados. Para ela, se faz necessário passar à limpo alguns aspectos que causam estranheza como o pagamento de proventos em percentuais muito acima do mínimo legal, ao invés de investimentos em áreas alinhadas ao interesse público. Esse é um dos trechos que consta no relatório de pedido da CPI.

“A mudança na política de preços da Petrobras expõe fome e miséria no outro lado da moeda. O pão, o leite, o café e a carne são elementos muito essenciais para o brasileiro que perdeu o poder de compra. Essa situação se tornou um peso grande para as famílias pobres, ficando impossível de consumir esses alimentos com os impactos inflacionários gerados a partir do aumento dos combustíveis” analisou a líder do PROA no Acre.

Ela destacou ainda o esforço dos parlamentares no Congresso Nacional que aprovou a uniformidade nas alíquotas do ICMS sobre combustíveis em todo o País, medida que deve ser seguida pela estatal e pelos estados e municípios brasileiros. Para Vanda Milani o último aumento concedido pela Petrobrás foi um retrocesso.

“Trabalhamos pela diminuição nos preços dos combustíveis. O novo aumento dado pela estatal demonstra falta de compromisso com o social brasileiro. Já imaginou quanto será cobrado no valor da gasolina em Jordão, Porto Walter, Santa Rosa do Purus, nas regiões mais isoladas da Amazônia? A CPI quer apurar também se existe inobservância dos requisitos de modicidade e primazia do interesse público nacional” concluiu a deputada.