Zé Trovão defende Bolsonaro e pede greve de caminhoneiros contra aumento do Diesel

Zé Trovão defende Bolsonaro e pede greve de caminhoneiros contra aumento do Diesel

O caminhoneiro e ativista bolsonarista Marcos Antônio Pereira Gomes, o Zé Trovão, voltou a usar as suas redes sociais nesta segunda-feira (20) para defender o presidente Jair Bolsonaro e convocar uma greve dos caminhoneiros contra a alta no preço dos combustíveis. 

Em vídeo divulgado no seu perfil do Telegram ele acusa a Petrobras de tentar dar um “golpe” no presidente e responsabiliza exclusivamente à empresa pela alta dos combustíveis, incluindo o Diesel. 

“Bolsonaro tem feito tudo o que pode para conseguir viabilizar o transporte brasileiro. E a Petrobras, com esse belo golpe que quer dar em cima de Bolsonaro, está construindo uma maneira para que fique inviável para que os caminhoneiros trabalhem. Vou pedir para que os caminhoneiros esperem, e na segunda-feira, dia 27, vamos todos para frente das refinarias e da Petrobras. É dessa maneira que nós vamos alcançar os objetivos”, afirmou.

Ele também declarou que a pauta dos protestos deve ser 25% de desconto no óleo diesel e 15% na gasolina e no etanol.  “Se isso não acontecer, na semana que vem a gente vai fazer uma coisa organizada”. Apesar da convocação, a categoria dos caminhoneiros não reconhece em Zé Trovão uma liderança. 

Condenado à prisão domiciliar
No vídeo, Zé Trovão lembra que ele está “colocando a sua liberdade em risco”, já que foi proibido de usar as redes sociais após ser condenado à prisão domiciliar pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes por incitar atos antidemocráticos em 2021.